Crise: Enquanto Citroën caiu 47%, Toyota vendeu 12% mais. Por quê?

  1. Obsessão por qualidade;
  2. Liderança em satisfação do cliente (produto, serviço em concessionária e revenda);
  3. Preocupação com eficiência e custos;
  4. Foco em poucos produtos e menor volume de produção, garantindo qualidade superior e proteção extra às oscilações do mercado;
  5. Estratégia consistente de crescimento lento, com foco em valor para os clientes;
  6. Desenvolvimento em capacitação local em manufatura, engenharia, etc.

Outras empresas cresceram mais rápido e até prosperaram. Mas na hora da crise, as diferenças de estratégia aparecem, e a superioridade do enfoque que valoriza qualidade e uma visão de longo prazo torna-se evidente. Honda e Toyota são destaques nesse quesito.


Fonte: Epoca Negocios

Anúncios